“Marx vagabundo”: como seria se liberais tratassem seus ideólogos tal qual tratam Marx (por Davi Dias)

Há várias críticas a Marx. Mas, com a exceção da Escola Austríaca, que até tenta fazer uma critica a seu pensamento econômico, a maioria das acusações não passam de ataques infantis. Por exemplo, a de que Marx era um “vagabundo” que não trabalhava, “sustentado” pelo seu “amigo burguês”, Engels, e que teria traído sua esposa com a empregada. Fala-se ainda que Marx era “racista” e “machista”.

Mas, será que ele era o único pensador que pode ser atacado por essas acusações?

Aristóteles tinha visões sobre mulheres que, nos tempos de hoje, seriam escandalosas. Ele acreditava que mulheres eram homens incompletos, e que deveriam estar subjugadas ao controle masculino.

Sócrates passava dias fora de casa, deixando a mulher – a quem considerava uma megera – e os filhos passando necessidades.

Friedrich Nietzsche, um dos mais importantes filósofos da era recente, não se relacionava bem com mulheres e costumava frequentar bordéis. Diz-se que foi numa dessas visitas que ele pegou Sífilis, a doença que lhe levaria a loucura e a morte. As ideias de Nietzsche mais tarde seriam utilizadas pelo Nazismo.

Santo Agostinho era da esbórnia, vivia uma vida depravada de sexo e bebidas antes de se converter.

Arthur Schopenhauer uma vez jogou uma mulher escada abaixo.

Thomas Edison, na tentativa de provar que sua Corrente Contínua era mais segura que a Corrente Alternada de Nikola Tesla (que trabalhava pra Edison até que este lhe passou a perna) publicamente matava animais eletrocutados.

Tesla, por outro lado, era defensor da Eugenia e acreditava que no ano 2100 o mundo estaria livre de “indesejáveis”. Ironicamente, o próprio Tesla seria visto como um Indesejável pela Eugenia, por seus transtornos mentais. Ele era obcecado pelo numero três, conversava com pombos, e dizia ter recebido mensagens de Marte. Ele também era notoriamente ruim em cuidar de suas finanças e morreu pobre.

Martinho Lutero era um violento anti-semita. Ele escreveu um livro chamado “Sobre os Judeus e Suas Mentiras”. Lutero advogava que se incendiasse sinagogas, rasgassem livros de preces dos judeus, que rabinos fossem proibidos de pregar, que a casa dos judeus fossem destruidas e que sua propriedade e dinheiro fossem tomadas. Lutero era uma figura influente em sua época, e acredita-se que sua pregação radical tenha elevado o antissemitismo na Alemanha. Mais tarde, suas ideias foram usadas pelo Nazismo.

Abelardo se meteu num escândalo épico com uma aluna, antes de ser emasculado e ir para um mosteiro.

Freud era viciado em sexo e drogas, tendo recomendado cocaína como remédio. Sua teoria do Complexo de Édipo teve influencia da própria atração sexual que tinha por sua mãe.

Henry Ford, fundador das Indústrias Ford, escreveu uma obra antissemita entitulada “O Judeu Internacional” e era amigo de Adolf Hitler, sendo o único americano a ser citado pelo futuro ditador alemão em Mein Kampf. Hitler mantinha um retrato de Ford em sua sala, e Ford recebeu uma condecoração do governo nazista. As Indústrias Ford ajudaram a Alemanha durante a Segunda Guerra.

Jean Jacques Rousseau largou todos seus cinco filhos num Orfanato.

Bertrand Russell tinha duas amantes no seu primeiro noivado.

Einstein também constantemente pulava a cerca, e chegou a trair sua primeira esposa com sua prima de primeiro grau.

Grande parte da fortuna de Voltaire vem dele ter fraudado a loteria.

Os Pais Fundadores dos Estados Unidos eram, todos, Donos de Escravos.

Kant, Hegel e Schopenhauer acreditavam em teorias “científicas” racistas, como a de que os negros eram inferiores e que o clima definia o sucesso das sociedades.

Martin Heidegger, um dos mais importantes filósofos do Século 20, era associado com o Nazismo, membro do Partido Nazista, e Reitor de uma Universidade alemã durante o Terceiro Reich – tendo nunca pedido desculpas por suas atitudes na época.

Michel Foucault, Jacques Derrida, Sartre, Althusser e Simone de Beauvouir assinaram uma petição defendendo o fim da idade de consentimento na França no final dos anos 70, o que liberaria adultos para se relacionar sexualmente com crianças de qualquer idade.

Comparando com esses pensadores, Marx era uma pessoa até muito correta. Ele não era racista – não apenas ele não acreditava em teorias de racismo científico populares para sua época, mas ele defendeu o Presidente americano Abraham Lincoln em sua Guerra Civil, chegou a mandar uma carta parabenizando-o por acabar com a Escravidão. Ele defendeu rebeliões populares contra o Imperialismo na Grã-Bretanha, como a Rebelião dos Cipaios, e também defendeu a liberdade do povo Irlandês contra o mesmo Imperialismo (o racismo na época era tão absurdo que mesmo um irlandês, hoje visto como indiscutivelmente branco, era visto como “inferior” pelos ingleses, que os comparavam a negros e macacos). Marx defendia os direitos das mulheres, e acreditava que a opressão do homem pelo homem começou com a opressão da mulher pelo homem. Era contra a prostituição, por ver a transformação de uma mulher em mercadoria. Ele não era de se embebedar nem de se perverter sexualmente.

Entretanto, apesar de todas essas vidas conturbadas e problemáticas dos maiores Gênios, ninguém deixa de trata-los como “Gênios” – Ninguém deixa de ser Cristão Protestante porque a figura Protestante mais importante da história pensava coisas horríveis sobre os Judeus (importante ressaltar que, hoje, mesmo o Luteranismo condena as ideias de Lutero). Ninguém deixa de ver a Revolução Americana como um dos acontecimentos mais importantes da História recente porque seus lideres, apesar do discurso de “defesa da liberdade”, tinham todos escravos. Nenhum físico deixa de usar a teoria de Einstein porque ele traia a esposa com sua prima. Nenhuma Democracia Ocidental abandona as ideias iluministas de Rousseau e Voltaire porque o primeiro era um péssimo pai e o segundo um corrupto. Ninguém deixa de usar carros Ford porque seu principal fundador era um amigo e admirador do maior genocida do Século XX. E as ideias de Aristóteles e Sócrates seguem sendo um marco do Pensamento Ocidental, a despeito do machismo dos dois. Ninguém deixou de usar a lâmpada elétrica de Thomas Edison (e suas outras quase mil invenções) porque ele eletrocutou animais até a morte e ninguém deixou de usar a Corrente Alternada porque Nikola Tesla acreditava em Eugenia.

Todos os ataques a Marx não passam de uma falácia conhecida como Ad Hominem, em que ao invés de se atacar uma ideia para refutá-la, ataca-se a pessoa que teve a ideia para, assim, desacreditar a ideia perante o publico. A pessoa pode até ser desacreditada, mas a ideia que ela defendeu permanecerá sem ser refutada. Por isso, Ad Hominem é muito usado por quem não consegue refutar as ideias e tem de atacar a pessoa. E é por isso que, longe de ficarmos furiosos quando vemos alguém atacando Marx por causa de sua vida financeira ou amorosa, chamando-o de “vagabundo”, devemos na verdade ficar muitos felizes. Pois é a mostra que não conseguem refutar as ideias de Marx e tem de se rebaixar a esse nível. O pensamento de Marx sobre a Economia, a História, a Política, a Filosofia, e a Sociologia (da qual ele é considerado um dos Três Fundadores) continua válido e atual.

Por ultimo, uma curiosidade: a norte-americana Ayn Rand é uma figura conhecida por suas ideias radicais de Individualismo e Egoísmo. É dela que vem as ideias de que não existe sociedade, mas indivíduos. Por causa disso, Ayn Rand era uma Libertária famosa, que odiava o governo e odiava os programas sociais, e se tornou um ícone na direita norte-americana. Recentemente, se descobriu que Ayn Rand, ao se deparar com a realidade de um câncer de pulmão no final da vida, usou justamente benefícios do governo como a Seguridade Social e o Medicare. Creio que, longe de refutarmos os ideais de Ayn Rand, devemos simplesmente focar nesse seu ato de hipocrisia e criticá-la por isso. Irá, sem sombra de duvidas, destruir sua ideologia…Não é mesmo?

Davi Dias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s