“Marx vagabundo”: como seria se liberais tratassem seus ideólogos tal qual tratam Marx (por Davi Dias)

Há várias críticas a Marx. Mas, com a exceção da Escola Austríaca, que até tenta fazer uma critica a seu pensamento econômico, a maioria das acusações não passam de ataques infantis. Por exemplo, a de que Marx era um “vagabundo” que não trabalhava, “sustentado” pelo seu “amigo burguês”, Engels, e que teria traído sua esposa com a empregada. Fala-se ainda que Marx era “racista” e “machista”.

Mas, será que ele era o único pensador que pode ser atacado por essas acusações?

Continuar lendo

Anúncios

“Análise concreta das condições concretas”: a relação entre o Partido dos Panteras Negras com o Marxismo-Leninismo e Pensamento Mao Tsé-Tung

Este artigo é um texto, feito por Chao Ren, sobre o Partido dos Panteras Negras, suas origens e fundamentos ideológicos e, sobretudo, seu caráter inovador e científico frente ao problema da contradição entre o proletariado preto oprimido e a burguesia imperialista branca – opressora.

Baseado no Marxismo-Leninismo e também no pensamento Mao Tsé-Tung, os dirigentes do PPN fizeram evoluir a filosofia de Malcolm X e a libertação do povo afro-americano com base no materialismo-dialético – ainda sim, sem se declararem exclusivamente marxistas.


 “… A coisa mais essencial no marxismo, sua alma viva, é a análise concreta das condições concretas…”  (Mao Tsetung, “Sobre a Contradição”, Abril de 1937).

Continuar lendo

“A antropologia cultural superou Engels”? A falsa superação acadêmica contra Morgan, Engels e o marxismo no âmbito antropológico

Este texto é um excerto dos comentários de Vinícius Bessi, com base nas concepções da acadêmica Eleanor Leacock, sobre a falsa ideia de superação do antropólogo Morgan (e também da obra “A Origem da Família” de Engels) em relação ao conceito de patriarcado.

Continuar lendo